O Festival

Júri

Olga Bobrowska

Polónia

Diretora e cofundadora do Festival StopTrik International Film (Maribor, Eslovénia/Lodz, Polónia). É frequentemente convidada para Júri em vários festivais (por exemplo, Tricky Women/Tricky Realities International Animation Film Festival, Viena, Áustria; Animafest Zagreb World Festival of Animated Film, Zagreb, Croácia; Animateka International Film Festival, Ljubljana, Eslovénia; e outros festivais na Europa, EUA e China), e foi membro de vários Júris de Selecção (Festival de Cinema de Cracóvia; Festival Internacional de Cinema Etiuda & Anima, Cracóvia, Polónia).

Participou em várias conferências académicas internacionais, foi autora de 10 artigos académicos publicados em monografias e periódicos e de mais de 30 críticas de cinema. Colaboradora permanente da Zippy Frames, uma revista online dedicada à arte da animação internacional. Co-editora de dois livros de monografia coletiva, Obsession, Perversion, Rebellion. Twisted Dreams of Central European Animation (2016) e Propaganda, Ideology, Animation. Twisted Dreams of History (2019).

Marta Monteiro

Portugal

Licenciada em Artes Plásticas / Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Foi docente durante 4 anos e atualmente trabalha como ilustradora e realizadora. Enquanto ilustradora participou em exposições em Portugal, Espanha, Itália, China e nos EUA. Trabalha para diversas publicações nacionais e internacionais, entre elas, New York Times, The New Yorker e revista Adufe. Colaborou com editoras como a Pato Lógico, Bruáa e Caminho; das quais resultaram os livros “Ana de Castro Osório. A mulher que votou na literatura”(2015) ,”Um dia de loucos” (2016) e “Amores de Família” (2015). Realizou duas curtas metragens de animação, “Independência de Espírito” (2011) e “A Sonolenta” (2017). E trabalha na sua terceira curta “Sopa Fria”, cujo lançamento está previsto para 2022. Em 2014 foi distinguida pela série ilustrada “Little People” pelo Society of Illustrators de Nova Iorque. Ganhou o Prémio Vasco Granja, apoiado pela Sociedade Portuguesa de Autores, de Melhor Filme na competição portuguesa do Monstra 2018 com o filme  “A Sonolenta”. 

Camila Kater

Brasil

Animadora, roteirista e diretora. Dirigiu, roteirizou e animou o curta documentário animado CARNE (2019), uma co-produção Brasil-Espanha. CARNE, disponível na plataforma The New York Times Op-Docs, foi selecionado em mais de 250 festivais como Festival Internacional de Locarno, TIFF, Annecy, IDFA e recebeu mais de 90 prêmios nacionais e internacionais, sendo qualificado para o Oscar® 2021 e selecionado na shortlist dos prêmios Goya. Kater trabalhou em produções de stop-motion como roteirista, animadora, diretora de arte e puppet maker em curtas como "The Apple Trial" (2013), "Flerte" (2015); Indescritível (em produção) e como assistente de arte e animação no longa-metragem “Bob Cuspe, nós não gostamos de gente” (2021 - Prêmio Contrechamp em Annecy) da Coala Filmes. Kater possui bacharelado em Comunicação Social com habilitação em Midialogia pela Unicamp, graduação sanduíche em Film & Television Production na Anglia Ruskin University em Cambridge (Reino Unido) e, recentemente, recebeu uma bolsa de mestrado Erasmus Mundus para o programa RE: ANIMA Animation que acontece em três países anfitriões: Bélgica, Portugal e Finlândia. Em fevereiro e dezembro de 2022, Kater é artista residente do festival Tricky Women Tricky Realities in the MuseumsQuartier in Vienna, Austria. Kater é co-fundadora/ co-diretora da LESMA (La Extraordinária Semana de Mostras Animadas) festival independente que completou 4 edições na Unicamp. 

Marcelo Marão

Brasil

Diretor e produtor brasileiro de cinema de animação. Formado na Escola de Belas Artes da UFRJ, Marão realizou dez curtas metragens (Eu Queria Ser um Monstro, Engolervilha, O Anão Que Virou Gigante e outros). Participou em mais de duzentas animações para publicidade, TV e cinema.
Foi Presidente-fundador da ABCA (Associação Brasileira de Cinema de Animação), entidade da qual ainda faz parte, integrando hoje o Conselho da Diretoria. Foi professor no curso de pós-graduação em animação da PUC, coordenador do Dia Internacional da Animação e sócio-gerente da produtora Marão Desenhos Animados.

Bryan Dimas

EUA

Co-fundador e co-diretor, LatinX in Animation-Latino Film Institute. Bryan Dimas é produtor de animação com experiência em produção de animação de longa-metragem, desenvolvimento e produção de animação 2D e CG para televisão e gestão de projetos. Contribuiu para vários projetos que incluem “Trolls World Tour”, “The Boss Baby 2?, “3Below: Tales of Arcadia”, “Trollhunters: Tales of Arcadia” e “Home: Adventures with Tip & Oh”. Trabalhou para estúdios de animação que incluem DreamWorks Animation e Warner Bros. Animation. Cresceu em Houston, Texas e frequentou a Universidade de Notre Dame, onde estudou Engenharia Elétrica e Cinema, Televisão, Teatro e Produção Cinematográfica. É particularmente interessado no desenvolvimento e produção de animação e na promoção da diversidade e inclusão nas áreas de Animação e STEM.

Atualmente é Produtor Associado na Warner Bros Animation.

Virginia Mori

Itália

Ilustradora e animadora, estudou animação e design no State Art Institute em Urbino. Durante esse tempo, aprimorou a sua imaginação artística distinta. Em 2008 ganhou o prémio “SRG idee suisse” no “Annecy call for project” durante o Festival Internacional de Animação de Annecy, França. Isso permitiu-lhe produzir o seu primeiro curta-metragem, “il gioco del silenzio” (“O Jogo do Silêncio”), que ganhou indicações e elogios em eventos internacionais, lançando sua carreira como ilustradora e diretora de curtas de animação. Ao mesmo tempo, trabalhou como freelancer para vários clientes e galerias como Withstand (Milão), para quem criou as ilustrações para o vídeo “Walt Grace's submarino test, January 1967” de John Mayer, dirigido por Virgilio Villoresi e a animação livro “Vento”, Blu Gallery (Bolonha), Fendi (Roma), Valentino (Milão), Galleria Disastro (Milão) e 25Films (Paris), Club Sensible Gallery (Paris), Pelledoca editore, Penguin Random House (Espanha), Edizioni EL, Vogue Arts, Gucci, Feltrinelli editore, Bollati e Boringhieri, Mini, Sammontana, Film Tv magazine, Libreria di Frusaglia, il Venerdì di Repubblica, Popshot magazine.

Markus Dorninger

Áustria

Artista e designer austríaco focado em projeções interativas de luz como um meio experiencial e transformacional. O seu trabalho compreende intervenções no espaço público, além de performances de palco e instalações artísticas. Depois de inicialmente embarcar numa carreira de design de jogos, começou a explorar formas alternativas de criatividade interativa. Em 2005, juntou-se ao irmão Josef Dorninger e ao amigo Matthias Fritz, procurando maneiras de contar histórias visuais ao vivo no palco. O resultado foi o Tagtool, um instrumento visual ao vivo que facilita novas formas de arte e educação pública e, desde então, gerou uma comunidade ativa de usuários em todo o mundo.

Em 2007, o trio fundou a produtora de artes OMAi. Desde então, o OMAi colabora com parceiros de diferentes áreas de atuação, buscando criar experiências que transcendam as formas convencionais de vivenciar, compreender e aprender.

Bruno Caetano

Portugal

Animador e construtor autodidacta, formou-se mais tarde no Centro de Investigação e Estudos e Multimédia na Faculdade das Belas-Artes de Lisboa, continuando a sua especialização na técnica de Animação de Volumes.  Apesar de ter uma forte preferência por esta técnica, o seu percurso profissional levou-o a participar em diversos projectos das mais variadas técnicas.

Trabalhou como animador, produtor e realizador em produções de várias produtoras de animação e imagem real, e é um membro fundador da cooperativa COLA - Colectivo Audiovisual, um grupo internacional de artistas em constante crescimento, unidos e focados em produzir, ensinar e divulgar animação. É também membro fundador da cooperativa editorial especializada em Banda Desenhada A Seita, onde tem vindo a desenvolver ao longo dos anos a sua chancela de autores nacionais de nome Comic Heart.

Guilherme Bonini

Brasil

Diretor cinematográfico profissional, roteirista e produtor. A sua formação académica é de mestre em narrativa cinematográfica / imagem e som pela Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR. O cineasta atua no cruzamento entre o cinema, videoarte, teatro e fotografia. Como desdobramento desse interesse em criar e produzir projetos culturais independentes, criou a Bonini filmes em 2011. As suas realizações envolvem diferentes linguagens na elaboração de conteúdo independente. Sempre com o objetivo de contar histórias, a sua missão é provocar sensações por meio da imagem, buscando a inovação estética e narrativa, além do prazer da experimentação. Com produção intensa desde 2012, teve várias obras apresentadas no Brasil e Europa. 

Andreas Noe

Alemanha

Biólogo e ambientalista. Conhecido como "The Trash Traveler", decidiu deixar o seu emprego e dedicar-se 100% à consciencialização ambiental.

Escolheu como missão de vida ajudar o planeta a tornar-se um lugar menos poluído e mais sustentável. Começou a recolher plástico ao longo da costa portuguesa e foi fazendo vídeos que coloca nas redes sociais, para tentar sensibilizar a população a mudar comportamentos. Num périplo de 58 dias pelo litoral, recolheu 1,6 toneladas de plástico em Portugal. É criador do documentário “The Plastic Hike”, projeto sustentável focado na economia circular, que pretende dar voz à caminhada na luta contra o plástico.

Ulisses Dias

Portugal

Diretor do Festival Bang Awards. Junta a experiência de ator, produtor de cinema e concertos musicais à direção da "SLINGSHOT - Design e Produções Multimédia, Lda." e da "NAU Identidade - Comunicação e Promoção Turística, Lda.".

Ana Umbelino

Portugal

Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa e concluiu o mestrado em Ciências da Educação (área de especialização Formação de Adultos), na mesma faculdade. Frequentou o doutoramento em História da Educação da Universidade de Lisboa. Conclui os cursos de História de Arte em Portugal, História de Arte I e II ministrados pela Sociedade Nacional de Belas Artes. Frequenta atualmente a licenciatura em História na Universidade Aberta. Foi docente no Instituto Superior de Línguas Aplicadas (ISLA) na pós-graduação Psicologia Clínica e da Saúde. Participou, na qualidade de oradora, em congressos internacionais na área da intervenção com famílias e da terapia familiar e publicou um artigo na revista internacional Journal of Familiy Psychoterapy. Integrou os quadros da Agência de Desenvolvimento Regional do Oeste, onde se dedicou a projetos no domínio da educação e formação de adultos, até ser requisitada para a Câmara Municipal de Torres Vedras. Foi, a convite do Ministério da Educação, coautora doGuia de operacionalização das competências-chave, nível secundário. É vice-presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, com os pelouros da Cultura, Desenvolvimento Social, Património Cultural e Participação e Cidadania. É vice-presidente da Associação para o Desenvolvimento Turístico e Patrimonial das Linhas de Torres. Integra a Comissão Interministerial para a implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura, em representação da Secretaria de Estado das Autarquias Locais. Fez parte do Grupo Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas (CONCIG), em Portugal, em representação da Associação Nacional de Municípios Portugueses e integra a Comissão Interministerial para a implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura, em representação das autarquias locais. É presidente da direção daRede Europeia de Cidades e Regiões para a Economia Social (REVES). É membro do GECES (Expert Group on Social Economy and Social Enterprises) da Comissão Europeia. Neste quadro, foi Relatora do grupo Clusters for social and ecological innovation. Pertence ao conselho consultivo da Cátedra Unesco “Gestão das artes e da cultura, cidades e criatividade”, atribuída ao Instituto Politécnico de Leiria. É membro do conselho estratégico da Rede Cultura 2027 e integra o grupo de trabalho responsável pela elaboração da candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura.

Enviar video
Mais vistos